Informações sobre o sono e descanso

Um sonho pode mudar o mundo

Nunca sonhou com algo que abriu a sua mente? Nunca notou como que uma lâmpada acende em sua cabeça? Certamente conhece muitas invenções que mudaram o mundo, mas … sabe que elas nasceram num sonho? Neste post vamos lhe contar como surgiram algumas ideias que mudaram a história do mundo.

Certamente você estudou a tabela periódica, mas não sabe o melhor. O seu criador, Dmitri Mendeleev, foi capaz de terminá-la graças a uma visualização que teve num sonho. Tinha todos os dados necessários e não sabia como representá-los num gráfico. Mas, de repente, ele adormeceu enquanto trabalhava na sua obra “Organic Chemistry“, e teve um sonho onde eles apareceram representados em filas e colunas. Quando ele acordou, colocou todos os elementos como no seu sonho: ele os ordenou por valências e propriedades, deixando lacunas para incorporar novos elementos. E assim a tabela periódica que conhecemos nos nossos dias foi elaborada.

Elias Howe também foi um sonhador que deu origem a uma invenção revolucionária. Levava algum tempo a tentar desenvolver uma máquina para unir tecidos e, através de um sonho, conseguiu defini-la. O seu sonho não deixou ninguém indiferente. Nele, um grupo de índios o atacou com lanças que tinham buracos no final. Nessas lanças, ele teve a ideia de passar o fio pela ponta e não pela base, como o fizeram até então.

O modelo atómico de Niels Bohr é outra grande ideia ao longo da história que nasceu num sonho. Nele, Bohr estava num Sol quente de gás onde os planetas giravam em torno dele por filamentos. Então, o gás solidificou e as plantas e o Sol se contraíram. Do seu sonho, ele interpretou o Sol como o átomo que tinha em torno de elétrons, indicando os seus níveis energéticos. Este modelo atómico continua a ser representado até hoje.

Quem não conhece Albert Einstein? Uma eminência como ele foi inspirada em toda a sua carreira por um sonho que ele teve na sua adolescência. Einstein sonhava em escorregar num trenó uma encosta íngreme. Ao aproximar-se da velocidade da luz, todas as cores foram misturadas para formar uma. Aí ele teve a sua inspiração para descobrir o que acontece na velocidade da luz, a teoria que ele desenvolveria mais tarde.

A estrutura da molécula de benzeno foi descoberta pelo químico alemão Auguste Keluké. Naquela época, sabia-se que o benzeno era formado por seis átomos de carbono e seis átomos de hidrogénio. Então, Kekulé propôs uma estrutura na forma de um anel que foi um avanço para a química, mas como chegou lá? Quando perguntado sobre a sua descoberta, ele respondeu que foi graças a um sonho onde cobras apareceram a morder-se a cauda.

Não só a ciência avançou graças aos sonhos. Frankenstein, a primeira história de ficção científica do mundo, nasceu de um sonho da sua autora, Mary Shelley. Nele, ela viu como um estudante de artes diabólicas se ajoelhava ao lado de um ser que havia criado reunindo partes de outros homens. Apesar disso, a criatura assustadora, como afirmava a autora, voltou à vida. Depois desse sonho, ela decidiu que tinha que escrever sobre o que viu.

Os amantes da música também devem muito aos sonhos. Yesterday, dos Beatles, surgiu graças a um sonho que Paul McCartney teve enquanto dormia com sua namorada Jane Asher. O conteúdo do sonho não foi revelado, mas ele acordou com a melodia na sua cabeça. Também é interessante que a música fosse chamada de Scrambled Eggs porque sabe-se que a sua namorada os cozinhava naquela manhã. Mas no final eles escolheram Yesterday porque era mais fácil fazer rimas com essa palavra.

Sonhar é normal e é um ato rotineiro do nosso dia a dia. E se pararmos por um momento para analisar por que é que os nossos sonhos podem mudar nossas vidas? Talvez não seja nenhuma loucura.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

O descanso, a chave do êxito de um desportista

Quantos fatores intervêm no sucesso de um atleta? A resposta seria infinita e sujeita a muitas experiências e estudos que responderiam a coisas diferentes. A preparação, a sorte, o estado físico, a competição … e o descanso. Ter um bom descanso permite que o atleta esteja mais fresco antes do treino ou da competição. Esse frescor de mais em muitos dias é o que marca as diferenças que podem ser definitivas no momento da competição. Para ganhar essa diferença, a rotina seguida no sonho noturno desempenha um papel muito importante.

Primeiro, é importante marcar as horas de sono do atleta. Não só pelo descanso, mas pelo que gera. Durante o período de sono noturno, o corpo recupera sua energia, além de ser um período chave para a recuperação de músculos e articulações. Deve-se acrescentar que uma quebra má pode causar lesões, contraturas ou problemas sérios que podem prejudicar a saúde do atleta. A importância de um bom descanso vai além do desempenho atlético.

Quanto às horas de sono, recomenda-se que um atleta adulto durma cerca de oito horas por dia. Também é importante economizar tempo para uma soneca de cerca de uma hora. Isso é especialmente importante em atletas profissionais, que usam o cochilo como intervalo entre as sessões de atividade física. Entre um sonho e outro, é aconselhável ter dormido mais de nove horas ao longo do dia. Desta forma, é possível recuperar energia e ter uma forma física que otimiza o desempenho.

O outro ponto vital do descanso do atleta é o colchão. Para um atleta não vale a pena com qualquer colchão, você precisa de um que lhe dê uma pausa descansadapausa do seu estilo de vida ativo. As suas necessidades são claras: recuperar a energia do dia e aliviar dores musculares e possíveis cargas.

Colchões para atletas devem ter a composição ideal para cumprir sua missão. O material perfeito de um colchão para atletas é o viscoelástico, embora não seja válido com ninguém. O viscoelástico de um colchão esportivo deve ser de alta densidade, o que garante máxima adaptabilidade que descontrata e alivia as cargas musculares. O colchão de um atleta deve ser adaptável às suas necessidades, para que o atleta possa se recuperar durante o descanso. Em resumo, o colchão ideal de um atleta deve recuperar seu físico, ao mesmo tempo em que o atleta se recupera mentalmente de um dia difícil. Desta forma, é possível manter o físico nas melhores condições possíveis, a fim de dar o melhor desempenho a cada dia.

Porquê combinar um colchão com um sommier?

Todo os colchões precisam de um suporte. Quando se trata de o escolher, há muitos fatores que contam. A composição, a resistência ou seu preço são alguns dos mais comuns, mas não os únicos. Cada suporte tem vantagens e desvantagens, mas em termos gerais, se a qualidade é procurada em todos os aspectos, a escolha é clara: o sommier. Por que é ideal combinar um colchão e um sommier? O sommier é um suporte que permite ao colchão mostrar todas as suas virtudes. Em primeiro lugar, qualquer sommier, seja estofado ou de madeira, é compatível com qualquer tipo de colchão. Isto é devido à cobertura do tampo, com forma de painel de abelha, que pode ser combinado com látex, molas, visco e espuma.

Sabendo que colchões e sommiers são compatíveis, independentemente da composição destes, o que mais há para combiná-los? Primeiro, porque permite que você ganhe espaço e dê outra cara ao quarto. Os sommiers garantem um espaço de armazenamento ideal, devido à gaveta (também lhe chamam baú) que incorporam. Isso torna-os recomendáveis ​​em todos os tipos de quartos, mas especialmente naqueles que estão justos de espaço. Entretanto, ter um sommier é ter mais um ponto de armazenamento de objetos, o que melhor distribui qualquer ambiente.

Além de melhorar a distribuição do quarto, outro motivo para equipá-lo com um colchão e um sommier é o design. Os sommiers rebatíveis, sejam de madeira ou forrados, têm uma grande variedade de designs. O catálogo de sommiers da Maxcolchon tem tecidos de pele sintética, chenille e veludo, com uma ampla gama de cores. Escolher um sommier significa escolher que identidade dar ao quarto. Eles não só dão elegância, mas também garantem uma grande liberdade para escolher a cor e que qualidade de sono dá a quem dorme. O sommier combinado com o colchão, não só melhoram o descanso mas também fornecem identidade.

Finalmente, outra das grandes vantagens de unir sommier e colchão no descanso é a firmeza do suporte. Um sommier é uma base ideal para quem busca firmeza e acolhimento homogéneo. A estrutura interna destes, composta de tubos de aço e uma base forrada, garante uma ótima recepção. Além disso, esta boa recepção é garantida com qualquer que seja o colchão. Se procura um quarto onde não falte nada, não duvide: juntar um sommier e um colchão é a melhor opção.