Informações sobre o sono e descanso

Conceitos básicos sobre a viscoelastica

Na hora de comprar um colchão, a escolha é sempre complicada. Geralmente costumamos a nos informar em sites de descanso, ou ir diretamente a uma loja de colchões para pedir informação e os profissionais começam a falar de viscoelastica, de densidade, de poros abertos ou de perfuração… O que quer dizer tudo isto?

Aqui lhe deixamos alguns conceitos básicos da viscoelastica que facilitarão a escolha do seu futuro colchão.

A primeira coisa que devemos saber é que a viscoelastica é um material que proporciona adaptabilidade a um colchão. Na hora de deitar-se, a viscoelastica se adapta ao corpo do dormente e reduz a pressão no descanso. Tendemos a dizer que este material tem efeito memória: significa que ele se ajusta à compleição física de cada dormente, para depois recuperar sua forma inicial quando nos levantamos.
Existem vários tipos de viscoelastica: pode ser espumada, moldada ou injetada. Dependendo da sua fabricação terá os poros mais ou menos abertos e será mais ou menos transpirável.

  • Viscoelástica espumada: É fabricada em moldes que podem medir até 60 metros. A composição é derramada nesses moldes, deixando que o líquido se expanda e se seque. Posteriormente, estes trilhos de viscoelástica são cortados para criar cada colchão de acordo com a medida necessária. Suas principais características são que tem um poro mais aberto e é muito respirável. Nosso colchão Paradise feito com este tipo de espuma.
  • Viscoelástica moldada: É a fabricada em moldes, geralmente de 2x2x2 em forma líquida deixando que se expanda. Como a anterior, uma vez esfriada, é cortada na medida necesaria. Nosso colchão Sojamax é feito com este tipo de viscoelastica. Suas principais características são:
    – Poro mais fechado do que a viscoela espumada já que, ao ser o molde menor, a viscoelastica expande-se em um espaço menor.
    – Acabamento mais suave e macio (pelo mesmo motivo mencionado acima)
    – Menos transpirável do que a anterior (há menos poros, o ar circula menos).
  • Viscoelástica injetada: É aquela que é injetada em moldes menores e, normalmente, na medida exata do colchão, tornando-se uma viscoelástica mais “personalizada” e usada para colchões de gama alta. Este tipo de viscoelastica é a que tem o nosso colchão Biogel Spa.
    Suas características são iguais às de a viscoelastica moldada no que se refere a tipo de poro, transpirabilidade e acabado mais liso.
  • Viscoelástica perfilada: Perfilada significa que distingue áreas diferentes de descanso. Eles são fabricado numa série de formas no material para que a sensação seja diferente dependendo da área do corpo com o qual entram em contato. Tanto a viscoelastica espumada, como a moldada e a injetada, podem também ser perfiladas (como no caso do nosso colchão Paradise).

Outras coisas a ter em conta sobre a viscoelastica:

  • Densidade: é a quantidade de viscoelastica por metro cúbico. Esta característica atua sobre a capacidade de envolver mais ou menos o corpo do dormente. Quanta maior densidade, mais firme se torna o colchão na primeira deitada, mas durante a noite nos envolve mais o corpo, e de uma forma gradual, melhora nossa circulação e ajuda a descontraturar o corpo.
  • Resiliência: É a capacidade do colchão para absorver os movimentos. Quanta mais resiliência tem, mais facilidade para se movimentar e ter melhor descanso durante a noite.
    Todos estes detalhes devem se ter em conta ao escolher um colchão porque nosso descanso depende da nossa compleição, de se dormimos sozinhos ou em casal, e claro, de nossos gostos na hora de dormir.

Todos estes detalhes devem se ter em conta ao escolher um colchão porque nosso descanso depende da nossa compleição, de se dormimos sozinhos ou em casal, e claro, de nossos gostos na hora de dormir.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Porque é importante um protetor de colchão

Se você já comprou um colchão e não lhe aplicou uma capa protetora, poderá estar a cometer um erro. Uma capa de colchão é um produto muito útil para manter o colchão nas melhores condições possíveis durante a vida útil. O uso deste produto protege a cama do pó, humidade e ácaros, por isso, além de ser bom para o colchão, também é bom para a sua saúde. Descansar com o máximo de higiene possível tem um efeito positivo nos seus produtos de descanso e na sua saúde.

Além de ser clara a importância sobre o uso de uma capa de colchão, você precisa também saber sobre que tipo de protetor é que precisa. É altamente recomendável que use protetores impermeáveis, pois eles protegem a cama de qualquer líquido derramado. Este tipo de cobertura de colchão é ainda mais importante em pessoas mais velhas e crianças, embora seja apropriado para qualquer tipo de cama. Neste caso, a Cobertura Transpirável Tencel é a mais recomendada, pois transpira o calor, disispando-o e é impermeável, tornando-a perfeita para a higiene dos colchões. É importante destacar a importância de que o cubre-colchão seja respirável e permitir uma ventilação adequada. Para isso, é importante certificar-se de que o material de proteção é de poro aberto ou seguir as instruções do fabricante.

Também é importante saber quando renovar cada capa de colchão. Os protetores de colchão não têm uma durabilidade média, mas são renovados de acordo com sua condição. No entanto, se a capa do colchão estiver danificada ou arranhada, ela deve ser substituída. A durabilidade destes produtos será marcada pelo uso e cuidado com as tampas.

 

Almofadas, também protegidas

Além do colchão, não se esqueçaa de proteger a almofada. Para isso, a capa protetora deve ser respirável, deixar passar ar e dissipar o suor, além de ser resistente a ácaros e antialérgica.

Usando um protetor como a Fronha Tencel, você prolonga a vida útil do produto. Esta fronha destaca-se por ser impermeável e por atuar como barreira contra líquidos que impactam a almofada. Esta fronha também é compatível com todos os tipos de almofadas, sejam elas viscoelásticas, látex ou fibras.

Se você quiser que o seu equipamento de descanso seja mantido nas melhores condições, você deve protegê-lo com produtos preparados para ele.  Assim você poderá prolongar a vida útil e ao mesmo tempo cuidar de sua higiene pessoal.

A importância do descanso para não apanhar uma constipação

Aproxima-se o momento em que qualquer descuido pode acabar num resfrio. O descanso pode ajudar-nos a não apanhar uma constipação? Sim. A qualidade do sono é um dos fatores que afeta as possibilidades de ficar resfriado ou não. Este facto é referido num estudo realizado pela Universidade da Pensilvânia em 2009, onde se afirma que dormir menos de seis horas aumenta o risco de obstipação.

Uma boa noite de sono protege o sistema imunológico, que protege o corpo contra resfriados e gripe. Dormir cerca de oito horas por noite reduz as chances de constipação. Deve-se lembrar que dormir mais de sete horas protege o organismo. Um estudo de pessoas que tinham dormido mais e menos de sete horas descobriu que as pessoas que dormiam menos de sete horas tinham quase três vezes mais probabilidade de adoecer do que aquelas que dormiam mais de sete horas. Como é possível ter uma boa noite de sono?

  1. Siga a sua rotina de descanso. Como você bem sabe, cuidar e controlar dos seus hábitos de sono ajuda a manter o horário de descanso correcto. Modificar a sua rotina o menos possível e fazer todo o possível para mantê-la é um passo fundamental para ter uma boa noite de sono. Um ponto importante para começar a defender-se da constipação, mas há mais.
  2. Aclimatize o seu quarto. Se a temperatura externa é fria, o seu quarto deve ser um lugar que o proteja e lhe permita dormir sem problemas. Lembre-se que a temperatura ambiente apropriada está entre 15ºC e 22ºC, para que você possa manter seu calor corporal próximo a 22ºC.
  3. Não se destape! Junto com a temperatura ambiente, outro aspecto importante da temperatura corporal é o abrigo que você usa. Além de cobrir-se bem durante o dia, é importante ter um bom abrigo durante a noite. Ter um recheio ou edredom nórdico que envolva a sua cama, o seu corpo e que proteja do frio vai evitar que o corpo se enfrie. Se você não se cobriu bem, e o seu corpo enfriar, tem uma constipação a caminho.
  4. Jantar, mais importante do que nunca. Um jantar que lhe permita dormir bem é sempre necessário e no inverno com mais razão. Além de ter um jantar leve, será importante para si comer alimentos que lhe permitam dormir com a temperatura corporal certa. Uma sopa ou um copo de leite quente e mel são duas apostas certas.
  5. Cuide do seu quarto. Uma manutenção higiénica evita o aparecimento de resíduos e bactérias que não só podem induzir a uma constipação, mas que podem infectar uma gripe, uma doença presente que ameaça o seu inverno. Limpar todos os espaços do seu quarto para evitar o aparecimento de bactérias pode reduzir as possibilidades de contágio.