Informações sobre o sono e descanso

Sonhando envelhecer

Sonhando envelhecer

É inevitável, à medida que envelhecemos, passamos menos tempo na cama. Quando temos apenas algumas semanas de vida podemos passar horas dormindo; mas conforme vamos crescendo cada vez gastamos menos tempo com Morfeo.

E é que o sono muda ao longo das nossas vidas. Passamos de dormir 16 horas diarias, com apenas alguns meses a passar 7 horas no máximo na cama.

Mas não só varia o tempo que dormirmos, mas também as horas em que o fazemos. Passamos de ir a dormir as 9 ou 10 da noite na infância, a não conseguir domir antes das 11 da noite quando somos adolescentes.

Conforme vamos envelhecendo, nossos hábitos no descanso mudam e madrugamos cada vez mais; pelo que irremediavelmente leva que tenhamos sonho antes. Portanto, não é surpreendente que passados os 30 caiamos rendidos na sexta à noite.

Mas a maior mudança que nossos corpos experimentam é que acordamos várias vezes durante a noite.

Quando somos jovens podemos chegar a dormir até o 95% da noite, à medida que vamos envelhecendo esta percentagem se reduz e aos 60 anos já só dormimos um 85% cada noite.

Como explica Ana Adan, doutora em psicobiologia da Universidade de Barcelona, nosso limite do sonho diminui; passando menos tempo na fase REM e mais em outros mais leves.

Para tentar limitar os efeitos negativos que têm estas mudanças em nossos hábitos de sono, é necessário manter uns hábitos de sono adequados. Horários regulares, não jantar nada sobre a hora de dormir e acordar mais cedo.

Tampouco devemos nos impor padrões extremos, mas sim tentar sincronizar nosso sonho com os ciclos de luz e escuridão. O tempo que precisemos passar na cama também variará de acordo ao nosso estilo de vida, portanto, não é necessário ficar obcecado sobre o número de horas que passamos na cama.

Se depois de 6 ou 7 horas acordamos mas nos sentimos descansados é que esse tempo é mais que suficiente para que o nosso organismo carregue energias.

Em última análise, assim como outros aspectos de nossas vidas, temos de adaptar nossos hábitos de sono conforme ficamos mais velhos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Porque é importante um protetor de colchão

Se você já comprou um colchão e não lhe aplicou uma capa protetora, poderá estar a cometer um erro. Uma capa de colchão é um produto muito útil para manter o colchão nas melhores condições possíveis durante a vida útil. O uso deste produto protege a cama do pó, humidade e ácaros, por isso, além de ser bom para o colchão, também é bom para a sua saúde. Descansar com o máximo de higiene possível tem um efeito positivo nos seus produtos de descanso e na sua saúde.

Além de ser clara a importância sobre o uso de uma capa de colchão, você precisa também saber sobre que tipo de protetor é que precisa. É altamente recomendável que use protetores impermeáveis, pois eles protegem a cama de qualquer líquido derramado. Este tipo de cobertura de colchão é ainda mais importante em pessoas mais velhas e crianças, embora seja apropriado para qualquer tipo de cama. Neste caso, a Cobertura Transpirável Tencel é a mais recomendada, pois transpira o calor, disispando-o e é impermeável, tornando-a perfeita para a higiene dos colchões. É importante destacar a importância de que o cubre-colchão seja respirável e permitir uma ventilação adequada. Para isso, é importante certificar-se de que o material de proteção é de poro aberto ou seguir as instruções do fabricante.

Também é importante saber quando renovar cada capa de colchão. Os protetores de colchão não têm uma durabilidade média, mas são renovados de acordo com sua condição. No entanto, se a capa do colchão estiver danificada ou arranhada, ela deve ser substituída. A durabilidade destes produtos será marcada pelo uso e cuidado com as tampas.

 

Almofadas, também protegidas

Além do colchão, não se esqueçaa de proteger a almofada. Para isso, a capa protetora deve ser respirável, deixar passar ar e dissipar o suor, além de ser resistente a ácaros e antialérgica.

Usando um protetor como a Fronha Tencel, você prolonga a vida útil do produto. Esta fronha destaca-se por ser impermeável e por atuar como barreira contra líquidos que impactam a almofada. Esta fronha também é compatível com todos os tipos de almofadas, sejam elas viscoelásticas, látex ou fibras.

Se você quiser que o seu equipamento de descanso seja mantido nas melhores condições, você deve protegê-lo com produtos preparados para ele.  Assim você poderá prolongar a vida útil e ao mesmo tempo cuidar de sua higiene pessoal.

A importância do descanso para não apanhar uma constipação

Aproxima-se o momento em que qualquer descuido pode acabar num resfrio. O descanso pode ajudar-nos a não apanhar uma constipação? Sim. A qualidade do sono é um dos fatores que afeta as possibilidades de ficar resfriado ou não. Este facto é referido num estudo realizado pela Universidade da Pensilvânia em 2009, onde se afirma que dormir menos de seis horas aumenta o risco de obstipação.

Uma boa noite de sono protege o sistema imunológico, que protege o corpo contra resfriados e gripe. Dormir cerca de oito horas por noite reduz as chances de constipação. Deve-se lembrar que dormir mais de sete horas protege o organismo. Um estudo de pessoas que tinham dormido mais e menos de sete horas descobriu que as pessoas que dormiam menos de sete horas tinham quase três vezes mais probabilidade de adoecer do que aquelas que dormiam mais de sete horas. Como é possível ter uma boa noite de sono?

  1. Siga a sua rotina de descanso. Como você bem sabe, cuidar e controlar dos seus hábitos de sono ajuda a manter o horário de descanso correcto. Modificar a sua rotina o menos possível e fazer todo o possível para mantê-la é um passo fundamental para ter uma boa noite de sono. Um ponto importante para começar a defender-se da constipação, mas há mais.
  2. Aclimatize o seu quarto. Se a temperatura externa é fria, o seu quarto deve ser um lugar que o proteja e lhe permita dormir sem problemas. Lembre-se que a temperatura ambiente apropriada está entre 15ºC e 22ºC, para que você possa manter seu calor corporal próximo a 22ºC.
  3. Não se destape! Junto com a temperatura ambiente, outro aspecto importante da temperatura corporal é o abrigo que você usa. Além de cobrir-se bem durante o dia, é importante ter um bom abrigo durante a noite. Ter um recheio ou edredom nórdico que envolva a sua cama, o seu corpo e que proteja do frio vai evitar que o corpo se enfrie. Se você não se cobriu bem, e o seu corpo enfriar, tem uma constipação a caminho.
  4. Jantar, mais importante do que nunca. Um jantar que lhe permita dormir bem é sempre necessário e no inverno com mais razão. Além de ter um jantar leve, será importante para si comer alimentos que lhe permitam dormir com a temperatura corporal certa. Uma sopa ou um copo de leite quente e mel são duas apostas certas.
  5. Cuide do seu quarto. Uma manutenção higiénica evita o aparecimento de resíduos e bactérias que não só podem induzir a uma constipação, mas que podem infectar uma gripe, uma doença presente que ameaça o seu inverno. Limpar todos os espaços do seu quarto para evitar o aparecimento de bactérias pode reduzir as possibilidades de contágio.