O que são os sonhos lúcidos

Ago 21, 2020 | INFORMAMOS-TE |

Alguma vez ocorreu-lhe que está a dormir e de repente apercebe-se que está a sonhar? Então é possível que possa ter tido um sonho lúcido: um sonho em que a pessoa que sonha é consciente que está a sonhar. Quando isto sucede, pode ser até ser possível para que a pessoa que está a dormir influencie o que ocorre no sonho.

Mas, como foi descoberta a capacidade de perceber de que estamos num sonho? É uma capacidade com acesso a toda a população ou que ocorre apenas em alguns casos especiais? Descobrimos abaixo.

Primeiros estudos  científicos  à cerca de sonhos lúcidos

Foi em 1975 quando um psicólogo inglês, Keith Hearne, encontrava-se a realizar investigações sobre os sonhos para a sua tese de doutorado na Universidade de Liverpool. Nos seus trabalhos, Hearne realizava medições mediante eletroencefalogramas (EEG) como fizeram alguns dos seus colegas de profissão. Estas medições davam informação sobre a atividade que se produzia no cérebro e nos olhos quando chegava o sonho “REM”  (Rapid Eye Movement ou Movimentos Oculares Rápidos em português).

Um dos voluntários que trabalhava com Hearne, Alan Worsley, explicou-lhe que, às vezes, quando sonhava, era consciente no sonho e que era capaz de tomar decisões e de influenciar o que ocorria no sonho. Assim, Hearne decidiu levar a cabo estes registos de movimento ocular e cerebral no seu colega, para ver o que ocorria exatamente nos seus sonhos.

Mediante os registos, o psicólogo descobriu que aqueles momentos que o seu colega Worsley afirmou poder controlar nos seus sonhos correspondiam com a etapa do sonho REM.

Assim, para proceder com a sua investigação, Hearne deu instruções a Worsley de, quando tivesse um sonho lúcido, estirar o braço e move-lo lentamente de um lado para o outro, seguindo o movimento da mão com os olhos. Assim, graças a que Hearne podia registar o movimento de olhos do seu colega, descobriu que de facto e como tinham combinado, Worsley moveu o braço quando teve o sonho lúcido.

Assim foi a primeira prova científica de que os sonhos lúcidos existem. Além disso, Hearne também evidenciou que, quando se tem um sonho lúcido, a pessoa encontra-se realmente dormindo  (devido a que se pode comprovar que a etapa de sono que se está a levar a cabo é o sonho REM)

Como é que a pessoa que tem um sonho lúcido sabe que está a dormir?

Ao parecer, a pessoa que se encontra num sonho lúcido não percebe informações do exterior, e também não sabe o que sucede fora do sonho. Porém, sabe que está a dormir graças à memória que lhe permite lembrar.

Quem pode ter sonhos lúcidos?

De facto, podíamos pensar que a ideia fantástica de que podemos controlar os nossos sonhos, trata-se de algo que apenas alguns podem fazer. Porém, é certo que qualquer pessoa pode ter sonhos lúcidos.

Tanto é que alguns informes afirmam que todas as pessoas têm um sonho lúcido pelo menos uma vez na vida.

Pode experimentar em casa?

Sim, é possível. Tanto o próprio Hearne como outros investigadores como Stephen Laberge trabalharam com indivíduos que tinham sonhos lúcidos recorrentemente para os seus estudos, mas também desenvolveram técnicas para induzir a si próprios o sonho lúcido.

Por sua parte, Hearne criou uma técnica denominada FAST pelas suas siglas em inglês (False Awakening with State Testing) o que significa “Falso Despertar Com Testes de Estado”. Esta técnica consiste em despertar um sujeito em intervalos regulares. Ao despertar, o sujeito deve realizar um teste para ver se está a sonhar ou se está desperto. Esta tarefa repetitiva induz a que a pessoa sonhe que a despertam, mas ao realizar o teste pode descobrir que na realidade trata-se de um sonho.

As técnicas para induzir sonhos lúcidos

As técnicas que se utilizam atualmente para induzir sonhos lúcidos estão baseadas nos controles chamados “provas de realidade”. Consistem em, quando estamos despertos, repetir uma tarefa (como dar um golpe na mesa com uma mão, por exemplo) e depois perguntar a si mesmo se está desperto ou se está a sonhar.

O facto de repetir uma tarefa muitas vezes gera que em algum momento esta apareça durante o sonho. Assim, se isto ocorre, é possível que a nossa mão ultrapasse a mesa no sonho. Como parte da tarefa, o facto de perguntar a si mesmo se está a dormir ou desperto permitirá que tome consciência de ambos os estados.

 Outra das técnicas consiste em levar um diário de sonhos, onde escrever todas as manhas o que recordamos do sonho. Assim, mediante o diário, podemos identificar elementos que aparecem de forma recorrente nos sonhos e utilizá-los como controle.  Cada vez que sejamos conscientes de estar ante um desses elementos, devemos questionar se a nossa presença é real ou se forma parte de um sonho.

Agora que sabe que também pode ter um sonho lúcido e algumas técnicas para levar a cabo, atreve-se a experimenta-lo?