Rituais de sono para crianças

Nov 13, 2020 | ACONSELHAMOS-TE, CRIANÇAS |

Sempre associamos que os distúrbios do sono são um problema só para adultos. Com a maturidade e a idade, as nossas vidas complicam-se, o trabalho cria stress, começam os problemas sentimentais e aparecem os primeiros indícios da saúde. No entanto, conciliar de maneira correta o sono e encontrar dificuldades para dormir é algo que também pode surgir nos mais pequenos. Por isso, será importante que promovamos desde muito cedo a sua educação uma série de rituais de sono para as crianças que as ajudarão a entender a importância de dormir.

5 rituais de sono que ajudarão aos seus filhos a dormir melhor (e não reclamarem no processo)

Embora seja verdade que as necessidades de sono podem variar dependendo da pessoa, também é certo que existem certas diretrizes e convicções científicas e médicas que apontam para um caminho comum. Padrões comportamentais e rituais de sono com um único objetivo: promover a higiene do sono benéfica para a nossa saúde.

No caso das crianças, partimos de uma premissa universal: recomenda-se que durmam mais de oito horas por dia. Para atingir este objetivo e que ao longo do caminho não caiam em despertares, pesadelos noturnos ou maus hábitos, nada melhor do que cumprir uma série de rituais de sono infantil que as ajudarão a querer a cama. Para tal, temos de apoiar certos elementos básicos: estabelecer um horário regular de um banho, jantar, escovar os dentes, vestir o pijama, dizer boa noite, ler (ou ouvir) uma história. Tudo isto, com o único objetivo de criar conforto, segurança e abraçar a cama com desejo.

Estabelecer um horário de sono regular

Referimos isto anteriormente, manter um horário regular de sono que inclui tanto a hora de despertar cada dia como a hora de ir para a cama, é sinónimo de criar uma fundação que ajudará a saúde e bem-estar dos seus filhos. Graças a isso, vamos fazer com que o seu ciclo de despertar do sono se adapte a este tipo de rotina e, sem se aperceber, será a própria criança que terá de se deitar à noite e, portanto, descansar melhor e estar mais desperta ao levantar-se no dia seguinte. Obviamente, estes biorritmos são acompanhados por certos sintomas de sono dos quais não se conseguirão escapar dos pequenos da casa. Desde os bocejos ao facto de os seus olhos fecharem às 10 da noite.

Acompanhe todas estas dicas com a criação de uma rotina que encoraja a dormir

Como se estivéssemos a ajudar-nos com o comportamento clássico, é ideal preparar o cérebro das nossas crianças para que elas próprias sejam incitadas a dormir. Para tal, nada melhor do que criar uma série de ações habituais que acabam por se tornar rotinas: escovar os dentes, tomar banho antes do jantar, ler uma história, o capítulo dos desenhos animados que lhe deixamos ver, o copo de leite, o mero facto de ir fazer xixi, contar-lhes alguma história, acender a sua luz de presença (no caso de terem medos noturnos) … Qualquer coisa que lhes relaxe e as deixe sonolentas, mesmo que não se apercebam.

Praticar desporto, exercício físico e atividades físicas

Desde muito pequenas, devemos de encorajar as crianças à prática do desporto. Como já sabemos, o exercício físico não só é importante e benéfico para a saúde, como também ajuda a fomentar um certo espírito competitivo e uma série de outras virtudes, como o trabalho em equipa. Mas, por outro lado, esse cansaço que entra depois de um bom jogo de futebol, treino de natação ou de correr durante algum tempo, vai fazer com que cheguem exaustas à noite. No entanto, tal como acontece com os adultos, é importante que os horários extracurriculares em que praticam desporto não sejam demasiado tarde se não o efeito pode ser oposto. O corpo delas será ativado e será ainda mais complicado conciliar o sono.

Comer em excesso

Além do jantar em si, recomenda-se que os mais pequenos comam um pedaço de fruta, uma tigela de cereais ou tomem um copo de leite antes de dormir: Não só para evitar que se deitem na cama com fome (algo difícil considerando os horários do jantar), mas também como mais um input que os ajudará a adormecer. Por exemplo, alguns alimentos, como o leite ou certas frutas, têm certas substâncias que ajudam a dormir. Pelo contrário, não lhes dê certos alimentos, como chocolate ou bebidas energéticas ou mesmo bebidas que contêm cafeína.

Um lugar indicado para dormir

Que os seus quartos se tornem num lugar acolhedor que incite ao sono: As referidas rotinas e rituais de sono não serão úteis se acabam por se deitar num quarto cheio de dispositivos eletrónicos, ruídos e muita luz. Por isso, recomenda-se que os quartos para crianças tenham um bom isolamento de luz, sejam utilizados apenas para dormir e, acima de tudo, tenham o melhor equipamento de descanso possível capitaneado por um colchão viscoelástico ou látex.