Como dormem os golfinhos?

21 de março de 2018

Para as pessoas, igualmente que para todos os mamíferos terrestres, dormir significa entrar num estado de inconsciência, a desativação de todos os músculos que deve acionar-se voluntariamente e a suspensão de alguns sentidos como a vista ou o olfato. Isto não é assim para os mamíferos que habitam na água.

Os golfinhos, tal como as baleias, nunca ficam completamente inconscientes enquanto dormem. Quando chega o momento de dormir descansam unicamente um dos dois hemisférios do cérebro fechando o olho contrário. Entretanto com o outro mantêm-se alerta e, mais importante ainda, controlam a respiração saindo à superfície quando precisam.

Durante estas fases do sono, os golfinhos nadam lentamente ou ficam imóveis na superfície. Só no caso de exemplos cativos encontraram-se golfinhos a dormir no fundo das piscinas.

Num período de 24 horas os golfinhos dormem umas 8 horas, 4 para cada hemisfério do cérebro. Existem basicamente três razões pelas quais os golfinhos e o resto dos mamíferos aquáticos adotaram esta forma de dormir.

Em primeiro lugar, permite-lhes controlar a respiração, evitando que se afundem e saindo à superfície quando precisam. Além disso, conseguem manter-se alerta ante os diferentes perigos que os rodeiam. Por último, podem continuar a realizar certos movimentos com os quais continuam a nadar e mantêm o calor corporal que precisam para sobreviver.