Porque fico com as pernas dormentes?

23 de novembro de 2017

Todos conhecemos esta sensação incómoda. Senta-se durante um tempo mantendo as pernas numa postura não muito natural e ao levantar-se nota que a perna está adormecida, parece que não responde e pica. Esta sensação, a qual conhecemos de forma comum como ter as pernas dormentes, ocorre devida a uma compressão temporal dos nervos.

Quando os nevos ficam comprimidos, devido a uma postura má, não conseguem comunicar corretamente com a espinha vertebral e ao cérebro. Os nervos transmitem sinais elétricos. Estes sinais vão desde cada parte do corpo ao cérebro que os interpreta e envia de volta uma resposta. É o que sucede, por exemplo quando nos queimamos. Se pomos a mão no fogo, os impulsos nervosos indicarão ao cérebro que a mão se está a queimar e este enviará a ordem de afastarmo-nos.

O funcionamento dos nervos é similar ao de uma mangueira de água. Se dobrarmos a mangueira o suficiente impedimos a passagem da água, se dobramos ou pressionamos as pernas em certas posturas os impulsos nervosos não conseguem circular. Pois assim a sensação de ter uma perna adormecida não tem nada a ver com a circulação do sangue. A sensação de picadura que sofremos, são o indício de que os nervos estão a recuperar as suas funções.