Quando trocar de sommier?

20 de agosto de 2018

Um sommier é um complemento ideal, pois oferece muitas vantagens no descanso: atua como um suporte sólido, decora o quarto oferecendo maior elegância e aqueles que têm uma abertura garantem a possibilidade de economizar melhor o espaço do quarto. Quando devemos trocá-lo? Antes de mais nada, é necessário conferir o nosso sommier em cada vez que troquemos de colchão.

É necessário que o sommier e colchão sejam da mesma medida para não prejudicar o produto ou que isso afete negativamente o descanso. É necessário que as virtudes de um produto complementem as do outro. É possível que tenhamos um sommier de alta qualidade com um colchão de alta qualidade e que ambos não nos ofereçam o descanso que queremos. É necessário que os benefícios de um produto possam ser complementados com os benefícios do outro, a fim de oferecer um descanso repousante.

O sommier deve proporcionar firmeza e oferecer uma estrutura completamente lisa, sem curvaturas ou desníveis. Se deixar de porporcionar um repouso firme e estável, deixa de ser útil e pode ser prejudicial para o colchão que segura e para descansar e, portanto, deve ser mudado.

Em segundo lugar, quando um sommier faz barulho, pode ser devido a uma má instalação, a um uso inadequado da gaveta e da sua capacidade, ou ao desgaste. Se o ruído é extremo e é causado pelo desgaste do mesmo, também é aconselhável alterá-lo.

Outro aspecto do sommier a considerar é o seu exterior: se os arranhões assumem uma forma considerável da cobertura externa do sommier, especialmente sensível se for feito de tecido estofado, é aconselhável considerar a troca do produto ou de um estofamento.

Se está a pensar em trocar de sommier, a Maxcolchon tem no seu catálogo uma grande variedade de sommiers: de madeira e forrados, fixos ou de tampo rebatível, com abertura lateral ou tampo, para que você encontre o suporte ideal para os seus sonhos. Os sommiers oferecem uma grande variedade ao gosto do dorminhoco com uma excelente relação qualidade-preço.