Como melhora a nossa saúde ao fazer a cama?

28 de novembro de 2018

Fazer uma cama não é apenas benéfico para a ordem e a estética do quarto, também é bom para a saúde. Dormir numa cama feita melhora o corpo fisicamente e tem uma explicação. Uma superfície com rugas e altos e baixos gera pontos de pressão nas costas, o que pode desencadear contraturas e problemas musculares, segundo a Associação Profissional de Fisioterapeutas de Madrid.

Os problemas com a saúde não param por aí. Dormir numa cama que não é feita, e cujos lençóis não estão bem preparados evita um descanso perfeito, pois eles podem desarroparte. Destaparte em pleno sono noturno enfría o corpo do dorminhoco, o que pode levar a resfriados e prisão de ventre por não ter descansado adequadamente. Dormir numa cama que garanta um descanso perfeito é impossível se não fizermos isso todas as noites.

Fazer a cama é uma ação também necessária por razões de higiene, pois evita o acúmulo de pó e outros detritos sobre ela. No nível mental, ter a cama feita melhora dois aspectos: evita a tentação de se deitar novamente e traz paz ao entrar no quarto. Em resumo, fazer a cama todas as manhãs é um ato de organização e pausa que permite melhorar a rotina diária.

Preguiça ou falta de tempo são dois dos piores inimigos que fazem a cama todas as manhãs. É importante saber como superar esse fato desde a infância, por isso é mais do que aconselhável que os pais ensinem aos filhos a importância de arrumar a cama de manhã como uma tarefa de rotina.